2 de dezembro de 2011

A dificuldade da auto- aceitação

Bom dia queridas!

Dias atrás eu tava meio frustada comigo, pois há mais ou menos um mês, assumi o compromisso de perder alguns quilos (lembra?) e agora, chego a conclusão de que não perdi peso do jeito que gostaria.

Tá certo que ainda não me pesei pra ter certeza, mas a gente sabe se emagreceu ou não na hora de experimentar nossas roupas... e acho que continuo na mesma situação de antes.

Devo confessar que pelo menos a minha alimentação melhorou muito, como já tinha falado antes, parei de jantar e também com o consumo excessivo de doces... o ruim é que no final de semana eu acabo comendo mais doces do que gostaria, mas não tanto quanto antes.

Então, acho que apesar de não ter o resultado que queria, pelo menos tô melhorando a alimentação. E tudo isso me fez perceber como é difícil pra gente se aceitar do jeito que é.

Não que eu esteja fazendo apologia à obesidade, mas é fato que hoje em dia a cobrança de termos um corpo perfeito é enorme; é só reparar nas top models da atualidade, cada vez mais assustadoramente magras.

Fonte da imagem: We Hear It
 Tenho certeza de que as pessoas que sempre foram gordinhas e que têm grande dificuldade de perder peso (eu) também já sofreram muito por não se encaixar no padrão de beleza que nos é imposto... por muitas vezes em minha vida fui incentivada a desprezar as características que fazem de mim única para ir atrás de um "ideal de mulher" que jamais serei.

Há dois anos atrás, quando descobri o Blog Mulherão, da queridíssima Renata Poskuz Vaz, comecei a realmente me amar e (tentar) me aceitar do jeito que sou... pra mim foi uma felicidade descobrir que a gente pode sim ser gordinha, ser feliz, ser amada e se vestir bem!

Como disse antes, não é porque a gente se aceita, é que vai deixar de se cuidar e de sempre tentar ter uma vida saudável (coisa que minha mãe nunca entendeu. Ou nunca quis entender), e sim saber que o nosso corpo é lindo do jeito que é, até mesmo com suas imperfeições.


E é fato que magreza não é  garantia de felicidade, pois conheço uma garota da minha idade que é  magra e muito bem de vida, mas que é super infeliz...


Então, o que vale pra mim hoje é estar bem comigo mesma, sempre tentando me aceitar (digo "tentando" porque também tenho os meus dias ruins) e seguir com um padrão de vida saudável, tanto na parte da alimentação como nos exercícios físicos (o que tenho que fazer mais).

Tara Lynn, modelo plus size


É muito legal a gente se libertar dessas amarras e que nos impede de ser feliz; se aceitar e ser feliz é tarefa diária, que deve ser feita sempre.


E você, já se livrou das suas "amarras" e se ama como é? :D


Beijão!






14 comentários:

  1. Quelida linda só o tempo, a experiência de vida nos tras esta sabedoria viu!
    Obrigada quelida pelas visitas de sempre viu?
    Boa sexta
    beijos coloridos!

    ResponderExcluir
  2. Oi Bella,
    Já fiz trocentos anos de terapia e vou morrer não me aceitando como sou, mas tb acho que esta insatisfação tem um lado bom, pois caso contrário eu me encheria de bobagens, não pararia de fumar (foi uma luta), me entupiria de chocolates... Acho que a insatisfação faz parte dos seres humanos.
    Se sou feliz? Sou sim, mesmo insatisfeita sou feliz.
    Beijos 1000 e um final de semana maravilhoso para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderExcluir
  3. Muito importante sabermos nos aceitar, mas como vc disse sem deixar de se cuidar, vejo muitas pessoas fazendo dietas malucas em busca do corpo perfeito que sabemos que não existe!!!rs
    Parabéns pelo blog, estou seguindo!!! :)
    Convido a seguir o meu tb!!!Adoraria te ver por lá!!!

    Obs: O blog anda meio doido e as vezes a foto de seguidora não aparece, qualquer coisa
    me avisa que eu volto flor!!! ;)

    http://jullycolorsplus.blogspot.com/
    (tem novos sorteios rolando lá, participa!!!!)
    @JullyColors

    Bjokas

    ResponderExcluir
  4. O mais importante é nos sentirmos felizes!
    E se tu deseja relamente emagrecer, tens que q ter perseverança e seguir em frente. Os deslizes acontecem, mas com calma tu atingirás teu objetivo. A reeducação alimentar tb é questão de saúde e não só de emagrecimento!
    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Muito legal o texto, miga!
    O que importa é ser feliz e estar sempre sorrindo, independente do que as pessoas ao nosso redor irão pensar ou falar sobre a gente. Se cada um cuidasse da própria vida, tenho certeza de que todos seríamos muito mais felizes!
    :)

    Beijos, e uma linda sexta pra gente!

    ResponderExcluir
  6. Adorei Bella! Eu devo admitir q ainda não me livrei não.. Fui uma adolescente gordinha e sofri muito tentando perder peso... depois q conheci o esporte as coisas melhoraram um pouco masi ai me vi me combrando ainda mais, por conta de pesagem e tal.. ou seja, to na mesma... sempre descontente e compulsiva... =/

    ai ai....muito dificil isso..

    Bjukas!!

    www.unhasetudo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá, ameeei o blog e já estou te seguindo *-*

    Passa no meu blog e me segue tbm?
    Tem sorteioo lá ;)

    www.lookdediva.com/

    Beeijos.

    ResponderExcluir
  8. Oi flor, bom acho que as pessoas são lindas como elas claro que tendo muita saúde. Eu tenho 16 anos me preocupo com minha alimentação mas não sou de ficar querendo perde peso, pois nem tenho muito, minhas amigas falam que se eu emagrecer o vento me leva. rsrs
    Mas é isso todas devem se aceitar e toda mulher pode ser linda não importa o tamanho do manequim.

    Beijos
    @tudodmenina
    http://tudodmenina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Bella,
    obrigada pelo carinho! Seguindo o seu blog e adorando!
    Olha, sou psicóloga e bem magrinha (rsrs)e, mesmo assim, luto para me aceitar da mesma forma que você. Não pense que estar magra resolverá um incômodo seu, pois ele representa uma outra coisa ainda inconsciente para você. Temos que melhorar nossa saúde, como está fazendo, e nos aceitar conforme nossa estrutura mesmo.
    Hoje, aceito e mostro minhas perninhas finas por aí! rsrsrs
    Relaxe e viva com o que tem! Tento sempre pensar assim...
    Muitos beijos,
    Claudia

    http://ascoisaslindas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito do teu blog. Emagrecer é um processo lento mesmo quando temos que fazer isso mantendo a saúde! Eu também estou nessa caminhada amiga. Não é puxação de sardinha, mas vi sua foto no post debaixo e está muito bem! Estou te seguindo...me segue se puder! Bjus!
    http://palomaviricio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Olha no blog da Aline Delgado ela está fazendo uma dieta ótima dê uma olhada. Um kilo por semana
    Bom sabado
    Beijos coloridos!

    ResponderExcluir
  12. Que texto maravilhoso amiga!É mesmo uma linha muito tênue,precisamos ter sempre a consciencia do que é a nossa vontade,pelo bem da nossa saúde e o que é imposição da sociedade!bjns
    http://cadernocolorido.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Acho que o mais importante é a gente se amar!! E cuidar da saúde sempre é importante, mas não importa o peso e sim o bem-estar!

    http://driesmaltes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Bella,com o seu comentario é que eu fui me lembrar de quanto tempo faz que eu guardo esse encarte da revista Carícia!É incrivel como certos objetos entram na vida da gente e ficam!Fiz um up date e coloquei uma fotinha dela no post, assim quem nunca ouviu falar vai saber o que é e quem sabe vai matar a saudade rs! valeu amiga!Beijns

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao meu cantinho! Fico muito feliz com a sua visita!

Evite comentários automáticos, do tipo "me segue que eu te sigo", ok?

Os comentários serão respondidos por aqui. :)

Outra coisa: por causa de um erro no blogger, eu só consigo seguir blogs que tenham a caixinha do Google Friend Connect, portanto se seu blog não tiver a caixa do GFC, eu não conseguirei segui-lo.

Se você também tiver um blog, coloque o endereço dele no comentário para que eu possa retribuir a visita! :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
© 2012-2014 izabellaniquito.blogspot.com - all rights reserved
Layout por Camila Rech - Desenvolvido por Gabi Melo